Está a ser uma partida demasiado fácil para o FC Porto. A formação de André Villas-Boas domina por completo o Benfica de Jorge Jesus.

O primeiro golo do FC Porto nasceu do confronto entre Hulk e David Luiz no corredor esquerdo. O avançado brasileiro dos Dragões levou a melhor sobre o compatriota, à entrada da grande área, e cruzou para Varela que bateu Roberto com facilidade. Estava feito o primeiro golo da equipa da casa aos dez minutos.

Os Dragões continuavam a dominar o encontro e o segundo apareceu logo aos 25 minutos. A aposta do técnico do Benfica, em David Luiz como lateral, pareceu ser acertada, mas para os Dragões. Belluschi passou uma vez mais pelo central, hoje lateral, e centrou para o coração da área encarnada onde apareceu Falcao, que de calcanhar fez um golo espectacular.

A ganhar por 2-0, a equipa da casa fez o que quis do Benfica e continuou a massacrar a equipa de Jorge Jesus, que não sofria golos há cinco jornadas.

 O terceiro golo portista nasceu, outra vez, de um grande trabalho individual de Belluschi, deixando para trás Sidnei, e serviu de bandeja para o avançado colombiano, que fez assim o segundo golo no encontro aos 29 minutos.

O único lance encarnado que ainda levou algum perigo à baliza de Helton deu-se ao minuto 18, num cruzamento de Carlos Martins e cabeceamento ao lado do poste de Javi Garcia, aos 18 minutos.

Terminados os primeiros 45 minutos, o líder FC Porto já vence por 3-0, mas ainda faltam mais 45.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.