O extremo japonês de 25 anos deixou de treinar com os colegas de equipa no segundo dia dos treinos coletivos dos azuis-e-brancos. Agora, o empresário de Nakajima veio esclarecer a situação.

"Não existe nenhum caso com o Nakajima. Quando começou a pandemia, os empregados japoneses que trabalhavam para ele foram-se embora e a mulher dele ficou sozinha em casa. Como ela tem asma e o Nakajima ficou ligeiramente constipado, ele teve receio e ficou em casa com ela. É simples. O FC Porto está a par de toda a situação, não há nada mais do que isso", começou por dizer.

"Percebi perfeitamente o que o Sérgio disse. Quando ele referiu que o caso está entregue à direção, significa que o Nakajima está a ser acompanhado por pessoas que pertencem à estrutura do clube, não há nada de estranho nisso. Ele tem feito a sua preparação em casa, conforme acontecia durante o período da pandemia, de forma a estar em boa forma quando regressar aos treinos com a equipa", referiu Theo Ryuki ao jornal 'Record'.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.