Depois de quatro jogos em casa ou perto dela, o Sporting desloca-se esta segunda-feira ao norte do país, mais precisamente a Moreira de Cónegos para defrontar o Moreirense no encontro que fecha a 30.ª jornada da Primeira Liga.

A equipa de Rúben Amorim vai à procura de continuar o bom momento, chegando ao reduto do emblema minhoto com quatro vitórias consecutivas - a última na passada quarta-feira, frente ao Gil Vicente -  sem perder há seis jogos para a Primeira Liga. Do outro lado vai encontrar um Moreirense que não perde à três jornadas, registando empates contra Vitória de Guimarães e Famalicão antes da vitória da última jornada, frente ao já despromovido Desportivo das Aves.

Histórico de confrontos

Entre Moreirense e Sporting registam-se 22 partidas, a primeira em 2000, numa meia-final da Taça de Portugal, da qual os 'leões' saíram vencedores por 1-0 em casa dos minhotos.

A vitória 'leonina' é, de resto, o resultado mais comum nos encontros entre as duas equipas: entre Primeira Liga, Taça de Portugal e Taça da Liga, o Sporting venceu 16 dos 22 encontros, perdendo apenas dois: o mais recente em 2012, na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal em que o Moreirense venceu por 3-2 após prolongamento e a primeira em 2003, na 5.ª jornada da I Liga 2003/2004, com a equipa de Moreira de Cónegos a vencer por 1-0.

Contudo, desde a vitória para a 'prova rainha' em 2012 que o Moreirense nunca mais conseguiu levar de vencido o Sporting somando, em 13 jogos, três empates e dez derrotas, num total de 28 golos sofridos e 12 marcados. Desde 2017 que o emblema minhoto não soma pontos frente aos 'leões': um ponto somado, no empate a uma bola na 7.ª jornada da Primeira Liga 2017/2018.

Guia de forma

O Sporting chega à 30.ª jornada sem perder há seis jornadas, um recorde esta época. Desde que Rúben Amorim assumiu o comando 'leonino' a equipa de Alvalade apenas deixou cair pontos na visita ao D. Afonso Henriques, na primeira jornada após a suspensão, empatando a duas bolas com o Vitória SC.

Desde aí somam-se quatro vitórias, frente a Paços de Ferreira, Tondela, Belenenses SAD e Gil Vicente, num total de oito golos marcados e quatro sofridos.

Com a derrota do SC Braga na última jornada, o Sporting vê-se agora mais folgado no terceiro posto e de olho num segundo posto que se tem vindo a avistar no horizonte depois da retoma: os 'leões' estão a nove pontos do Benfica, que tinha uma vantagem de 17 pontos antes da suspensão.

Já o Moreirense leva três jogos sem perder, depois de uma derrota no segundo jogo após a retoma do campeonato, frente ao Rio Ave por 1-0. Nos cinco jogos pós-suspensão, os minhotos somaram oito pontos fruto de duas vitórias (Boavista e Desportivo das Aves), dois empates (Famalicão e Vitória SC) e uma derrota.

Com a manutenção praticamente garantida, o Moreirense soma 38 pontos e ocupa o 8.º lugar da I Liga com os mesmos pontos que o Boavista (9.º) e Santa Clara (10.º) , a cinco pontos do Vitória SC que ocupa o 7.º posto.

O que dizem os treinadores

O treinador do Moreirense, Ricardo Soares, antecipou que o jogo com o Sporting, vai ser "emotivo", com potencial para "prender as pessoas à cadeira".

“Espero um grande jogo de futebol, com muita qualidade e duas equipas que atravessam um bom momento. Vai ser um jogo emotivo, que vai prender as pessoas à cadeira", disse o treinador, na conferência de imprensa de antevisão ao desafio agendado para as 21:00 desta segunda-feira.

O ‘timoneiro' dos vimaranenses reconheceu a evolução da formação ‘leonina’ sob o comando do treinador Rúben Amorim, com os jogadores, alguns jovens e outros com "provas dadas", a mostrarem "grande capacidade individual e uma perceção sobre o jogo excelente", mas frisou que os atletas ‘cónegos' devem focar-se no que "controlam" para tentar vencer.

"Este é um jogo que nós, Moreirense, vamos tentar vencer, sabendo que o adversário é uma equipa ‘grande', com qualidade. Mas, acredito que, se o Sporting não estiver num dia bom e nós estivermos num dia excelente, podemos vencer", disse.

Ricardo Soares afirmou ainda que o Sporting, terceiro classificado, com 55 pontos, e invicto nos seis jogos realizados sob a liderança de Rúben Amorim, "vai ter de perder algum dia".

Já Rúben Amorim, partilhou da opinião do treinador adversário e também considerou que será um bom jogo, frente a uma excelente equipa.

"É uma excelente equipa, tem um excelente treinador, uma equipa muito organizada defensivamente. Muito forte na bola parada, jogadores de muita qualidade que podem mudar o jogo. Têm muitas soluções, jogam sem pressão e querem mostrar que não é por acaso que têm uma derrota em 11 jogos. Vai ser uma equipa muito motivada no campo deles e escolhemos os jogadores com mais energia esta semana, prontos para o jogo. Vai ser uma luta, uma luta boa, e acho que vai ser um bom jogo", disse.

Questionado se é foco de motivação para os adversários poder impor uma derrota a Amorim, o técnico considera que os rivais não se preocupam com ele.

" A motivação dos balneários não é pensar que vão jogar com o Rúben Amorim, mas sim com o Sporting. O pensamento no nosso balneário é que vamos perder um dia, mas não será esta semana, é esse o pensamento sempre. Quando perdermos logo se vê", afirmou.

Com Jovane de regresso, o treinador 'leonino' realçou ainda a importância de, apesar do bom momento que a equipa passa, manter os jovens com os pés no chão.

"Durante a semana estamos sempre em cima deles, sabem que se facilitarem perdem o lugar. Eles tem de ter noção que o Sporting não são quatro jogos, isto é a vida de um clube grande, varias vitórias. Eu lembro-me de ter campeões nacionais que perderam um, dois jogos. O Sporting é um clube grande, cinco jogos não são nada", disse.

Árbitro

Tiago Martins, da Associação de Futebol de Lisboa, será o árbitro da partida. Pedro Mota e Hugo Ribeiro são os auxiliares e Hugo Silva será o 4.º árbitro. Jorge Sousa será o videoárbitro, auxiliado por Sérgio Jesus.

A partida que fecha a 30.ª jornada tem início marcado para as 21h e pode acompanha-la AO MINUTO no SAPO Desporto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.