O FC Porto venceu, este sábado, o Desportivo das Aves por 4-0 em jogo da 32.ª jornada do campeonato português disputado no Estádio do Dragão. Soares (2), Corona e Manafá fizeram os golos dos Dragões, que continuam com dois pontos de desvantagem para o líder Benfica a duas jornadas do fim da I Liga.

Depois do susto desta semana com Iker Casillas, Vaná ‘saltou’ para a baliza do FC Porto. Além da mudança na baliza, Sérgio Conceição fez mais duas alterações: saiu Pepe e entrou Manafá, saiu Otávio e entrou Soares.

Minutos antes do apito inicial entre o FC Porto e o Desportivo das Aves, o plantel portista juntou-se para mostrar uma tarja com a frase: "Força Iker", altura em que o público presente no Estádio do Dragão levantou-se para aplaudir o guarda-redes dos Dragões, que continua internado no Hospital CUF, a recuperar depois de um enfarte de miocárdio sofrido a meio desta semana durante um treino no Olival.

Já nas bancadas, as claques oficiais do FC Porto mostraram uma tarja ainda maior com a imagem do guarda-redes espanhol, com a mesma frase, acompanhado de um novo forte aplauso e cânticos.

O primeiro golo da noite surgiu aos 18 minutos de jogo, num cruzamento largo de Alex Telles pela esquerda, Jesus Corona fugiu para a área e desviou de cabeça para o fundo das redes de Beunardeau.

Pouco depois, num choque entre Corona e Jorge Fellipe. Hugo Miguel fez um compasso de espera, recorre ao vídeo-árbitro e assinalou penálti a favor do FC Porto, depois de ter visto uma mão do defesa avense. Através da marcação da grande penalidade, Soares atirou para o meio quando Beunardeau já tinha escolhido um lado e não conseguiu evitar o 2-0.

Já no segundo tempo, numa jogada de insistência da equipa portista, Marega tocou para trás, a bola sofreu um desvio e sobrou para o remate certeiro de Manafá, que fez assim o terceiro golos dos Dragões.

Dois minutos depois, Soares bisou na partida. Beunardeau defendeu o primeiro remate de Marega e deixou a bola à mercê de Corona, mas este não conseguiu finalizar. Brahimi foi quem recuperou e serviu de calcanhar Soares, que fuzilou o guarda-redes avense.

Com os três pontos no bolso, Sérgio Conceição procedeu às substituições: saíram Alex Telles, Herrera e Marega para dar entrada a Otávio, Oliver e Aboubakar. O avançado camaronês voltou jogar, tendo estado fora dos relvados desde 28 de setembro de 2018.

Com esta vitória, o FC Porto chega aos 79 pontos e volta a colocar a desvantagem para o líder, o Benfica, em dois pontos, enquanto os avenses, que ainda não asseguraram matematicamente a permanência, estão no 11.º lugar com 36.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.