O FC Porto vence o clássico com o Sporting por 2-0 e sagra-se campeão nacional. Danilo e Marega marcaram os golos da consagração.

Obrigado a mexer na equipa devido às indisponibilidades, quer por castigo, quer por lesão, Sérgio Conceição apostou num onze com Danilo Pereira, Loum e Luis Díaz e chamou Fábio Vieira à titularidade. No Sporting, Borja entrou para o lugar do castigado Acuña e Matheus Nunes relegou Doumbia para o banco de suplentes.

Especial Campeão 2019/2020: saiba tudo sobre o título do FC Porto

Sabendo do empate do SC Braga, o Sporting entrou fortíssimo no jogo e logo no primeiro minuto Sporar introduziu a bola na baliza portista, mas foi assinalado fora de jogo.

Aos 12' Fábio Vieira fez um excelente passe para a desmarcação de Luis Díaz no coração da área, Maximiano ainda defendeu o primeiro remate, mas largou a bola e o colombiano finalizou. O árbitro considerou que Luis Díaz dominou a bola com o braço antes do primeiro remate.

A pressão da equipa portista intensificou-se, com os 'dragões' a causarem muitos erros à saída ofensiva dos 'leões'. Aos 25 minutos, Otávio rematou à entrada da área, a bola sofreu um desvio em Coates e saiu a rasar o poste da baliza de Max. Logo a seguir, foi o central uruguaio a tirar a bola quase em cima da linha de golo, evitando males maiores para os sportinguistas.

Aos 33' foi a vez de Jovane assustar, após canto de Borja, com Manafá a deixar o extremo do Sporting solto para cabecear com perigo, mas por cima da baliza de Marchesín. A equipa portista tentou chegar ao golo ainda antes do intervalo e voltou a estar perto num livre cobrado por Alex Telles, com Maximiano a arriscar na saída aos pés de Pepe, mas a conseguir afastar a bola.

O segundo tempo arrancou com mais FC Porto e Otávio (47'), num daqueles cruzamentos-remate, a fazer a bola passar muito perto da baliza do Sporting. Rúben Amorim aproveitou a quebra de ritmo da partida para lançar Francisco Geraldes por troca com Gonzalo Plata.

O jogo estava a entrar numa fase mais morna, até que Fábio Vieira enviou a bola ao ferro e, pouco tempo depois, Danilo Pereira fez o 1-0, festejado efusivamente no Dragão: canto de Alex Telles no lado direito e o médio, de cabeça, a desviar na área para o fundo da baliza. Segunda jornada seguida a marcar para o capitão portista, que já havia faturado em Tondela.

O golo anulou qualquer aspiração sportinguista de sair do Dragão com os três pontos. Aos 68' Jovane Cabral tentou o remate de muito longe, mas Marchesín estava atento.

Se o 'dragão' já tinha uma mão no título, colocou a outra aos 90 minutos, graças ao golo de Marega, que picou a bola por cima de Max e fechou o jogo. Rúben Amorim perdeu pela primeira vez e o FC Porto viu confirmado o 29.º título da sua história.

Especial Campeão 2019/2020: saiba tudo sobre o título do FC Porto

*Artigo corrigido às 2h17 de 16 de julho de 2020

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.