Marcos Braz, vice-presidente para o futebol do Flamengo, desvalorizou os rumores relativos ao interesse do Benfica no regresso de Jorge Jesus no final da época.

Citado pelo jornal 'A Bola', o dirigente diz "desconhecer oficialmente" qualquer tipo de contactos entre as partes, embota admita que várias pessoas já lhe confirmaram que existe, efetivamente, interesse por parte do Benfica. Um interesse que encara com normalidade.

"Um grande clube português querer contratar o Jorge é sinal de que acertámos ao acreditar nele há um ano. Nada que seja inesperado", sublinhou.

Marcos Braz salienta, porém, a boa relação que tem com o técnico português e garante que este ainda não falou com ele sobre o assunto. "A minha relação com o Jorge é a mais leal possível, por tudo o que tratámos e falámos desde que falei com ele em Lisboa. Cumpri tudo e nem estou a falar de assuntos financeiros. É uma relação muito boa. No dia em que ache que tem que falar de um assunto importante comigo, falarei", referiu.

O vice-presidente do Flamengo garantiu ainda não ser preciso levar a cabo qualquer tipo de negociação, dada essa boa relação com Jesus. "Não tenho de negociar nada. A minha relação com o Jorge é maior do que isso, muito maior do que isso. Vai conversar comigo quando entender que tem alguma coisa para falar. O Flamengo não tem de abrir negociação, não tem abrir mão. Desde o primeiro dia em que contratei o Jorge, há um ano, sempre acreditei no trabalho do Jorge", concluiu Marcos Braz.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.