O interrogatório do ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho foi adiado para quarta-feira, para que os defensores possam analisar documentos solicitados, informou hoje o Tribunal do Barreiro, cujas diligências foram afetadas pela greve dos funcionários judiciais.

Bruno de Carvalho e um dos líderes da claque Juventude Leonina, Nuno Mendes, conhecido por Mustafá, vão passar mais uma noite detidos, no âmbito da investigação sobre o ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, em 15 de maio.

Veja as imagens

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.