Francisco J. Marques acredita que o Benfica será castigado. Na apresentação do seu livro, intitulado 'Polvo Encarnado', o diretor de comunicação do FC Porto não acredita que o Benfica possa escapar ileso às denúncias que o próprio dirigente portista tem feito, naquele que é chamado o caso dos e-mails.

Em declarações citadas pelo site Notícias ao Minuto, o dirigente afirma que não faz previsões mas não acredita que o clube da Luz passe pelos pingos da chuva.

"Não podemos fazer previsões, mas as trapalhadas são tantas que me parece irreal que o Benfica possa escapar ileso a tudo isto que está a acontecer. Todas as semanas têm sido conhecidas novas práticas muito duvidosas", referiu o dirigente, afirmando que não é normal que nada aconteça

"Não sou jurista, não sou investigador da PJ, não sou membro da justiça desportiva. Mas acho que todos percebemos que não é normal dar ordem para baixar a nota de um árbitro e depois essa nota… Não é reduzida. Nunca houve uma redução tão grande como essa. Há um acumular de coisas. O caso que foi revelado agora, com um juiz do TAD… São tantas coisas que me parece completamente impossível que não venha a acontecer nada. Acima de tudo, está a ferir a forma como os adeptos olham para a competição. Todos temos de acreditar na competição. Quando há pessoas responsáveis por um clube a utilizar esse tipo de expedientes, cria dúvidas na forma como olhamos para a competição. É o futebol português que está em causa", explicitou Francisco J. Marques.

Quanto à apresentação do livro propriamente dita, o dirigente afirma que este não será um texto com mais revelações.

"Não é um livro de revelações. Há uma ou outra coisa nova, que terão de ler para conhecer. É um livro que procura sistematizar a informação destes últimos anos do futebol português e uma série de comportamentos e procedimentos protagonizados por pessoas direta ou indiretamente ligadas ao Benfica, que adulteram a verdade desportiva", descreve.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.