O presidente do Sporting Frederico Varandas emitiu um curta declaração, confirmando a saída de Marcel Keizer, mas deixando, no entanto, uma palavra de agradecimento ao holandês.

"Nós entendemos que hoje se fecha um ciclo. Marcel Keizer entrou no Sporting em outubro de 2018. Quase nenhum treinador queria ir para o Sorting. Keizer teve a coragem para o fazer", atirou o presidente do Sporting à margem da Cimeira dos presidentes, que está a decorrer no Parque dos Poetas em Oeiras.

O presidente dos ‘leões’ fez apenas uma curta declaração, sem direito a perguntas, remetendo mais explicações para uma entrevista que dará na quarta-feira ao canal do Sporting, mas deixou elogios ao holandês, treinador com o qual o clube rescindiu hoje, por mútuo acordo.

“Cumpriu a missão com distinção, teve cerca de um ano no Sporting, venceu dois títulos. O Sporting está agradecido pelo que Marcel Keizer fez. Foi sempre um grande senhor”, acrescentou o dirigente ‘leonino’, em Oeiras, onde decorre a segunda edição do evento “Thinking Football”.

O holandês, de 50 anos, deixa o clube menos de um ano depois de ter assinado contrato até 2021, e três dias após a derrota sofrida pelo Sporting à quarta jornada, em casa diante do Rio Ave, por 3-2.

A equipa do Sporting, que ocupa o quinto lugar da I Liga, com sete pontos, menos três do que o líder Famalicão, vai ser comandada interinamente por Leonel Pontes, que orientava a formação de sub-23 dos ‘leões’.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.