O Governo, através das áreas governativas da Administração Interna e do Desporto, vai receber a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) na segunda-feira, dia 27 de janeiro, às 11:30, disse esta segunda-feira à Lusa fonte oficial do MAI.

O agendamento da reunião ocorre três dias depois de a LPFP ter solicitado uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes ocorridos no dérbi entre Sporting e Benfica, na sexta-feira, da 17.ª jornada da I Liga, que os ‘encarnados’ venceram por 2-0.

De acordo com a mesma fonte ministerial, a reunião só não ocorre durante a presente semana por impossibilidade da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

O organismo responsável pelas competições profissionais de futebol em Portugal solicitou este encontro depois de o dérbi ter estado interrompido durante mais de cinco minutos, no início da segunda parte, devido ao arremesso de artefactos pirotécnicos para o relvado por adeptos dos ‘leões’.

Dérbi: PSP vai investigar lançamento de tochas durante a segunda parte
Dérbi: PSP vai investigar lançamento de tochas durante a segunda parte
Ver artigo

“Face aos últimos acontecimentos relacionados com os artefactos de pirotecnia que têm deflagrado nos estádios, com efetivo impacto no decorrer do jogo, e colocando, em muitas situações, em causa a integridade física e a segurança de adeptos de todas as idades, o futebol não vai ficar refém de um conjunto de pessoas que, sem rosto, mancham o nome dos clubes e dos seus fiéis e reais adeptos”, acrescentou a Liga.

No mesmo comunicado, a LPFP exigiu “que as revistas feitas aos adeptos na entrada para os estádios sejam mais rigorosas e eficazes, de forma a acabar, definitivamente, com a entrada de objetos perigosos e proibidos nos recintos desportivos”.

Não foi nevoeiro, foi fumo. Não foi D. Sebastião, foi Rafa que apareceu para dar mais três pontos ao Benfica
Não foi nevoeiro, foi fumo. Não foi D. Sebastião, foi Rafa que apareceu para dar mais três pontos ao Benfica
Ver artigo

“Neste desiderato, o presidente da Liga, Pedro Proença, enviou, já no decorrer da presente semana, uma comunicação ao ministro da Administração Interna [Eduardo Cabrita], solicitando, com caráter de urgência, uma reunião para analisar a situação e encontrar medidas eficazes para combater este flagelo”, finalizava o comunicado da LPFP.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.