O antigo internacional português Hilário, figura histórica do Sporting, manifestou-se hoje “chocado” com a morte de Jordão, aos 67 anos, assinalando que ex-futebolista “deixa saudades”.

“Foi um grande atleta e que deixa saudades. Estou muito chocado”, afirmou em declarações à agência Lusa Hilário, atualmente com 80 anos, que terminou a carreira quando Jordão ainda representava o Benfica, em 1972/73.

O antigo defesa dos ‘leões’, lembrou Jordão como “grande jogador e homem” e salientou a passagem do antigo avançado não só pelo Sporting, mas também pelo Benfica, clube no qual foi igualmente uma “referência”.

O antigo jogador, natural de Benguela, destacou-se no Benfica, clube no qual iniciou a carreira, em 1971/72, e no Sporting, tendo disputado 43 jogos pela seleção portuguesa e marcado 15 golos, dois dos quais no Europeu de 1984, no qual Portugal foi eliminado nas meias-finais.

Jordão, passou pelo Benfica, Sporting, Saragoça e Vitória de Setúbal, onde terminou a carreira, em 1988/89, foi melhor marcador do campeonato português nas épocas 1975/76 e 1979/80, tendo conquistado seis títulos de campeão nacional, três Taças de Portugal e uma Supertaça portuguesa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.