O Rio Ave inicia a sua 13.ª participação consecutiva na I Liga Portuguesa de futebol, com uma equipa ainda a adaptar-se às novas ideias do técnico Carlos Carvalhal.

O treinador português, que nos últimos anos trabalhou no futebol inglês, substituiu no cargo Daniel Ramos, e teve como primeira missão reconstruir um plantel que perdeu algumas peças importantes da temporada anterior.

As saídas do guarda-redes Leo Jardim, dos defesas Fábio Coentrão e Rúben Semedo, ou dos avançados Galeno e Gelson Dala, deixaram o plantel do Rio Ave com menos experiência e capacidade de desequilíbrio.

Para colmatar essas pechas, os responsáveis do emblema vila-condense ainda têm uma obra em curso, mas já garantiram alguns elementos com experiência, como é caso do avançado Carlos Mané (ex-Sporting) ou do guarda-redes polaco Pawel Kieszek, que já alinhou no FC Porto e Sporting de Braga.

Ainda no âmbito dos reforços, a expectativa recai sobre o avançado internacional iraniano Taremi, cotado como o melhor jogador do seu país, e com rodagem em competições de seleções.

A formação da foz do Ave ainda não deu o plantel como fechado, estando ainda na calha a contratação de um elemento para o ataque e, possivelmente, um defesa direito que possa colmatar a ausência de seis meses, por lesão grave, de Nadjack.

Por essa indefinição no grupo final e pelo facto de os jogadores ainda estarem a assimilar as ideias de Carlos Carvalhal, o próprio técnico não quis assumir uma candidatura clara aos lugares de acesso às competições europeias, embora as recentes prestações da equipa façam prever um Rio Ave a lutar pela primeira metade da tabela.

Os jogos de pré-época não foram particularmente animadores, com quatro derrotas, duas vitórias e um empate, embora no primeiro compromisso oficial, para a Taça da Liga, frente à Oliveirense, da II Liga, a equipa tenha dado uma resposta cabal, com uma goleada por 6-1.

As dúvidas serão esclarecidas com um adversário de peso, o Vitória de Guimarães, na primeira jornada do campeonato, um rival direto nas possíveis ambições europeias deste Rio Ave 2019/2020.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.