O Rio Ave venceu hoje na receção ao Boavista, por 2-0, em jogo 17.ª jornada da I Liga de futebol, no qual a figura foi o brasileiro Diego Lopes, autor do primeiro golo e da assistência para o segundo.

A equipa de Vila do Conde foi a única equipa a somar três pontos nos jogos de hoje, visto que se registaram dois empates nos restantes, que opuseram o Paços Ferreira ao Gil Vicente e o Famalicão ao Marítimo.

A equipa de Vila do Conde resolveu praticamente o destino da partida no final da primeira parte, aos 40 e 45+4 minutos, com Diego Lopes a 'desatar o nó' para a vitória, ao pegar na bola, driblar três adversários e já dentro da área a aplicar um remate potente e indefensável.

Ainda antes do apito do árbitro para o intervalo, o mesmo Diego Lopes, numa incursão pelo flanco esquerdo da área boavisteira, fez assistência perfeita para o iraniano Medhi Taremi finalizar no ‘coração’ da área.

Na segunda parte, o Boavista bem tentou chegar ao golo para reentrar na discussão da partida, mas o Rio Ave geriu com inteligência a vantagem e garantiu os três pontos que o mantém no sétimo lugar, com os mesmos pontos, 25, do Vitória de Guimarães, que é sexto.

Noutro jogo de hoje, Paços de Ferreira e Gil Vicente empataram sem golos numa partida em que os pacenses acertaram duas vezes com a bola nos ferros da baliza gilista.

O Paços teve mais bola e iniciativa, terminando o jogo junto à área contrária, mas o Gil Vicente foi sólido a defender e nunca deixou de explorar as transições ofensivas, pelo que o empate premeia a superioridade das defesas sobre os ataques.

Com este empate, o terceiro no histórico de confrontos entre as duas equipas na Capital do Móvel para o principal campeonato, o Paços isolou-se no 15.º lugar, com 16 pontos, enquanto o Gil Vicente é oitavo, com os mesmos 22 pontos do Vitória de Setúbal, que é nono.

Finalmente, um golo do avançado espanhol Toni Martínez, aos 90+6, a desviar com a ponta da bota a bola para o fundo das redes na sequência de um livre indireto, garantiu hoje o empate do Famalicão na receção ao Marítimo, numa altura em que os insulares se preparavam para levar os três pontos para a Madeira depois de terem estado na frente do marcador desde o minuto 22.

Um golo do avançado camaronês Joel Tagueu, num lance de contra-ataque, com culpas para a defesa famalicense, deu uma vantagem que o Marítimo conservou praticamente até ao último minuto dos descontos.

O Famalicão, terceiro classificado, soma agora o quinto jogo sem perder e, na passada quarta-feira, garantiu a qualificação para as meias-finais da Taça de Portugal após vencer em Paços de Ferreira, por 1-0.

Já o Marítimo mantém-se no 11.º lugar, com 20 pontos, e conta agora cinco rondas consecutivas a somar pontos: duas vitórias e três empates.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.