O jornal 'Expresso' revela, na sua edição deste sábado, uma conversa em que César Boaventura terá tentado aliciar o guarda-redes Cássio para facilitar num jogo com o Benfica, na época 2015/2016. Escreve o semanário, citando fontes do processo que investiga a corrupção desportiva no Rio Ave visando apostas desportivas, que o empresário apresentou-se perante Cássio, na altura, guarda-redes dos vila-condeneses, como "mandatado por Luís Filipe Vieira" para lhe oferecer 250 mil euros.

Diz o 'Expresso' que Cássio deu conta do sucedido aos responsáveis do clube, que optaram por manter o caso em segredo. O guarda-redes, que foi titular neste jogo, ganho pelo Benfica por 1-0, está disposto a colaborar com a Polícia Judiciária e testemunhar contra o empresário.

O semanário revela ainda que Nélson Monte, se mantém no plantel do Rio Ave, confessou às autoridades que César Boaventura foi visto nas instalações do clube de Vila do Conde em finais de março de 2016. O central disse que o empresário terá tentado aliciar Marcelo para o jogo com o Benfica.

Na altura, Cássio, Marcelo, Roderick, Rafa Soares e Nadjack tinham os telefones sob escuta, na sequência de uma suspeita de de viciação de resultados, relacionada com apostas. Uma das conversas que chamou a atenção dos investigadores foi de Cássio com o empresário, antes do Rio Ave - Benfica dessa época.

O 'Expresso' revelou a conversa entre César Boaventura e Cássio

- "Cássio, estás sozinho? Precisava de te dar uma palavrinha, mas pessoalmente, porque os telemóveis nascem com ouvidos.
- Se isto é de Lisboa, nem vale a pena conversar. Não quero saber.
- Sim, por acaso uma parte até é, a outra não."

Depois, Cássio contou o sucedido a um amigo, pelo por mensagens.

- "Lembra aquilo que você me perguntou? Teve aqui um gajo que me tentou fazer o mesmo outra vez.
- É o mesmo da outra vez? Lá de Paços de Ferreira?
- Não, este é outro."

Garante fonte judicial ao 'Expresso' que o 'mesmo da outra vez' será, César Boaventura, empresário que também foi acusado por Lionn de o tentar aliciar antes desse Rio Ave-Benfica.

No processo haverá também uma troca de mensagens de WhatsApp trocadas entre César Boaventura e Marcelo, jogador que está no Chicago Fire dos EUA, depois de passar pelo Sporting.

- "Está aqui um gajo do Porto a dizer que eu te aliciei para a viciação de resultados. Diz que te queixaste.
- Nunca comentei com ninguém. Os únicos que sabem são o Cássio e o Lionn.
- Apaga as mensagens, amigo. Apaga todas."

Mas Marcelo não terá apagado as mensagens e terá colaborado com as autoridades portuguesas.

César Boaventura já reagiu a estas acusações. O empresário de futebol diz que vai processar Cássio, tal como já tinha feito em relação às acusações do defesa Lionn, que o acusou de tentativa de aliciamento antes desse Rio Ave-Benfica.

"Como é possível isto? 250.000€? Como alguém pode acreditar numa pessoa assim? Vais pagar bem pago. Não precisas colaborar com a PJ, precisas provar. Mais um processo em tribunal agora com o homem que de 15000€ chegavam 3000€ para acabar o processo de difamação. Camada de gente sem escrúpulos", escreveu César Boaventura na sua conta no Facebook.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.