O semanário 'Expresso' escreve na edição deste sábado que a Polícia Judiciária (PJ) e o Ministério Público (MP) estão a passar a pente fino os 163 jogos do campeonato realizados pelo Benfica nas últimas cinco temporadas, que se traduziram na conquista do tetracampeonato pelo clube da Luz.

O jornal garante que em causa estão suspeitas de resultados combinados, em que vários intermediários terão, supostamente, abordado jogadores adversários para facilitarem.

Vários jogadores estarão a ser monitorizados pela PJ e pelo MP. Além disso, SMS e mensagens trocadas entre investigados estão entre os indícios recolhidos que estão neste momento a ser analisadas.

O 'Expresso' adianta ainda que as autoridades suspeitam que as denúncias anónimas que esta semana chegaram à Procuradoria-Geral da República -  uma relativa à "rede com o intuito de destruir a hegemonia do Benfica" e outra que envolve o guarda-redes do Marítimo Amir (que joga contra o FC Porto esta jornada) - terão partido de dirigentes do Benfica.

A  mesma publicação acrescenta que o gabinete de crise dos 'encarnados' também está a ser investigado, porque existem razões para desconfiar do modo de actuar deste gabinete.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.