Bruno Lage, treinador do Benfica, confessou em entrevista à RTP que não está surpreendido com as exibições de João Félix em Espanha, que esta temporada se mudou para o Atlético de Madrid a troco de 126 milhões de euros.

"Enquanto treinador, tenho de olhar sempre para quem está disponível e isso é o que vale. Terminou uma época, da mesma maneira que ainda vamos disputar esta Supertaça enquanto campeões nacionais mas da época anterior. Essa dupla terminou com a conquista do título e agora temos de nos reinventar", disse Bruno Lage quando questionado sobre se ainda pensa em Jonas e João Félix.

"As nossas ideias enquanto posicionamento coletivo vivem muito daquilo que são as nossas ideias enquanto equipa técnica, mas também, e é isso em que acredito, do que cada jogador oferece em cada momento do jogo e que tipo de ligações podem ter dentro do campo. Funcionou muito bem no ano passado e hoje, com as várias opções que temos na frente, vamos ter de perceber que tipo de ligações fazem os cinco ou seis jogadores que podem desempenhar as funções da frente, que duplas funcionam melhor para determinada estratégia, porque depende sempre muito daquilo que é o nosso adversário", acrescentou.

"Não [fiquei surpreendido com o sucesso de Félix], porque tínhamos conhecimento do valor do jogador. Curiosamente, e em jeito de brincadeira, ontem percebi que ele tinha ganho um torneio de colocar a bola da barra e se fosse para ganhar também esses torneios teria dito ao presidente para o vender ainda mais caro... A mim não me surpreende nada porque é um jogador com enorme qualidade, tenho enorme satisfação por ter feito parte do percurso dele nestes últimos cinco ou seis meses e desejo-lhe o melhor da vida porque ele merece", rematou o treinador das águias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.