Liam Bossin, antigo companheiro de equipa de Mile Svilar no Anderlecht, criticou esta segunda-feira a estratégia do clube belga na política dos guarda-redes e considerou que o tratamento especial dado ao atual guardião do Benfica acabou por lhe prejudicar a carreira.

"No final de contas, andei lá a perder tempo. Durante dois anos, o clube privilegiou Mile Svilar e eu fui a vítima. Quando vi que ele foi para o Benfica no verão, pensei 'Tanta coisa para isto...'. O Anderlecht fez um esforço tão grande pelo Svilar e pode nunca o ver a defender a sua baliza", começou por dizer Liam Bossin ao jornal 'La Dernière Heure'.

Bossin, guarda-redes que acabou por sair do Anderlecht para rumar ao Nottingham Forest, acrescentou ainda que teve quatro anos sem jogar praticamente no clube de Bruxelas e que chegou a treinar como jogador de campo para dar o lugar a Svilar.

"Diziam que eu ia jogar com os sub-21 no fim de semana. Depois, no dia do jogo, Svilar acordava e dizia que tinha vontade de jogar. Adivinha quem jogava? Era difícil de aceitar", disse o guarda-redes de 21 anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.