O treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, anteviu este sábado um jogo “extremamente complexo” no terreno do Sporting de Braga, no domingo, para a 10.ª jornada da I Liga de futebol.

“É um jogo extremamente complexo para nós, mas temos uma vontade enorme de chegar e pontuar”, afirmou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

Luís Castro realçou que os ‘minhotos’ estão a fazer um bom campeonato, admitindo que dificuldades serão “certamente” acrescidas. Mas, ressalvou que a equipa tem trabalho muito, não sendo esse trabalho e rigor sempre espelhado nos jogos.

A goleada sofrida frente ao Sporting (5-1) não coloca mais ou menos pressão à equipa, segundo Luís Castro, que recordou que a equipa de Trás-os-Montes só perdeu esse encontro nos últimos cinco.

“Não, não estamos pressionados por termos perdido frente ao Sporting, a pressão é uma constante jogo a jogo, independentemente de os resultados serem bons ou maus”, frisou.

O treinador destacou, contudo, que a temporada tem sido complexa para o Desportivo de Chaves que, em 12 jogos, disputou oito como visitante e quatro em casa.

“Por muito que queiramos tirar os olhos de cima deste fator é impossível fazê-lo”, vincou.

Relativamente às seis ausências, Luís Castro garantiu que essas não irão afetar o desempenho da equipa no Minho, nem se vai desculpabilizar com isso.

“O futebol é constituído por um número de jogadores que tem de estar pronto para jogar e a preferência de uns em relação a outros deixa de existir a partir do momento em que estão lesionados ou impedidos de jogar por outro motivo”, asseverou.

O Desportivo de Chaves, na 15.ª posição com oito pontos, visita o Sporting de Braga, quarto classificado com 18, no domingo, às 16:00, em jogo da 10.ª jornada da I Liga, com arbitragem de Bruno Esteves, da associação de Setúbal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.