O treinador Luís Castro disse, esta sexta-feira, que o Vitória de Guimarães precisa de exibir "um nível bom" para vencer um Belenenses "complicado" e multifacetado, em jogo da 33.ª e penúltima jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Sexta classificada, com 46 pontos, a formação vimaranense ainda ambiciona o quinto lugar ocupado pelo Moreirense, que tem 49 e será o adversário na 34.ª e última jornada.

Para o técnico, os vitorianos precisam de "fazer um jogo de qualidade" para baterem os ‘azuis' e encerrarem uma série de quatro jogos sem triunfos no campeonato (três derrotas e um empate).

"É pública a referência elogiosa ao Belenenses ao longo da época. Não é de um momento para o outro que o Belenenses que perde aquilo que o caracterizou ao longo da época. Esperamos estar a um nível bom para vencer um adversário complicado", afirmou, durante a conferência de antevisão ao jogo marcado para as 15:00 de domingo, em Guimarães.

Para o ‘timoneiro' dos minhotos, o Belenenses, nono classificado da I Liga, com 40 pontos, "não é uma equipa linear" durante os 90 minutos, combinando momentos em que "joga em profundidade" e tenta explorar as ‘costas' da defesa contrária com outros em que "constrói os ataques a partir de trás".

Luís Castro admitiu também que tanto o Vitória, como a equipa treinada por Silas podem apresentar "alguma instabilidade emocional", em virtude dos resultados mais recentes - a equipa lisboeta não vence há oito jogos e foi goleada no último jogo, frente ao Sporting, por 8-1.

Questionado sobre a contestação que a equipa tem sentido na ‘reta final' da competição por parte de alguns adeptos, o técnico disse que procura "atuar de forma racional" perante a situação e que os jogadores querem sempre vencer em campo para "refletir" o trabalho feito durante a semana.

"Sentimos a necessidade de refletir em jogo a forma dedicada como trabalhamos ao longo da semana. Custa quando trabalhamos muito durante a semana não conseguimos resultados condizentes. Espero sair satisfeito tendo em conta o que trabalhámos ao longo da semana", disse.

O técnico explicou ainda que a entrada de Dodô para o lugar do habitual titular no lado direito da defesa, Sacko, no último jogo frente ao Nacional (2-2), é uma situação normal num plantel com mais de 20 jogadores, que visa, sobretudo, proteger o jogador que sai, por "não estar tão bem num determinado momento".

O Vitória de Guimarães, sexto classificado da I Liga, com 46 pontos, recebe o Belenenses, nono, com 40, num jogo marcado para as 15:00 de domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.