O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, lamentou hoje a morte do ex-futebolista Jordão, aos 67 anos, e recordou a passagem do antigo internacional português pelo clube da Luz.

“Em meu nome pessoal e do Sport Lisboa e Benfica expresso o mais profundo pesar pelo triste falecimento de Rui Jordão. Atleta de eleição, que vestiu a camisola do Benfica durante cinco épocas, deixa em todos uma enorme saudade”, refere Luís Filipe Vieira, em nota publicada no site oficial do clube.

Na mesma mensagem, o responsável máximo dos ‘encarnados’ endereçou condolências à família do antigo jogador e ao Sporting, clube que Jordão também representou e do qual é um dos maiores símbolos.

O antigo jogador, natural de Benguela, destacou-se no Benfica, clube no qual iniciou a carreira, em 1971/72, e no Sporting, tendo disputado 43 jogos pela seleção portuguesa e marcado 15 golos, dois dos quais no Europeu de 1984, no qual Portugal foi eliminado nas meias-finais.

Jordão, que jogou também no Saragoça e no Vitória de Setúbal, onde terminou a carreira, em 1988/89, foi melhor marcador do campeonato português nas épocas 1975/76 e 1979/80, tendo conquistado seis títulos de campeão nacional, três Taças de Portugal e uma Supertaça portuguesa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.