Jaime Marta Soares concedeu esta segunda-feira uma entrevista à rádio Mundial FM onde revelou que a continuidade de Bruno de Carvalho está a ser ponderada pelos órgãos sociais do clube, sendo que a situação começa a ser discutida já esta segunda-feira numa Assembleia-Geral do Sporting, assim como em outras duas outras reuniões no Conselho Fiscal e Disciplinar.

"Bruno de Carvalho tem de fazer uma reflexão rigorosa e perceber que acima de tudo está o Sporting. Ele só tem uma decisão a tomar: demitir-se. Se não acontecer teremos de decidir o que os estatutos permitem fazer. Queremos que a paz e a estabilidade regressem, por isso este clima tem de acabar rapidamente. Ele está a causar prejuízos gravíssimos ao Sporting neste momento", começou por dizer Jaime Marta Soares.

O dirigente leonino revelou ainda que a destituição de Bruno de Carvalho é um cenário que pode vir a acontecer na Assembleia-Geral desta segunda-feira.

"Falamos de um homem que arranja argumentos falaciosos, os mais incríveis, inconcebíveis, fazendo comparações absurdas. Os adeptos demonstraram quem querem e quem não querem no clube. Ele acredita que só ele é que manda, que o clube é propriedade dele, sendo ele o todo poderoso. Ontem ele viu que não era assim. O clube está acima de todos nós e ele ontem chegou à conclusão: ‘Nós já não te queremos’. O tempo dele acabou e agora entrou em desespero. A destituição de Bruno de Carvalho é um cenário que está em cima da mesa, como digo seguiremos escrupulosamente o que dizem os estatutos", afirmou ainda o presidente da Mesa da Assembleia-Geral, referindo que Bruno de Carvalho é um "homem que não sabe viver em democracia".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.