Kylian Mbappé considera "indecente" os milhões que o mundo do futebol movimenta hoje em dia. O atacante do Paris Saint-Germain deu uma entrevista à televisão suíça 'RTS' onde recordou as origens.

"É realmente indecente para mim, que venho de uma família bastante modesta. É certo que é indecente, mas o mercado é assim e o mundo do futebol regula-se desta forma. Eu não vou revolucionar o futebol. Eu estou inserido num sistema, tu tens que saber como respeitá-lo e saber qual é o teu lugar também", comentou o atacante francês.

O jovem jogador de 19 anos é um dos principais candidatos a vencer a Bola de Ouro, depois de se ter sagrado campeão do Mundo pela França. Apesar da maturidade que revela em campo, Mbappé quer continuar a manter a criança que ainda há em si.

"Mantenho um lado infantil. Permanecer um bocadinho imaturo não é mau. Há tanta pressão no futebol que ajuda um pouco de alegria, ter alguma diversão", confessou o jogador de 19 anos.

Recentemente o 'Football Leaks' divulgou detalhes, até agora desconhecidos, do seu contrato com o PSG, em particular algumas cláusulas exigidas pelo jogador, que foram rejeitadas pelo clube.

Mbappé acordou em receber 10 milhões de euros por temporada ao longo de cinco épocas, o mesmo salário que tinha estabelecido com o Real Madrid, mas pediu que o mesmo fosse revisto e passasse a ser o mais alto do plantel caso fosse designado Bola de Ouro

O clube rejeitou a condição que teria levado o avançado francês a ultrapassar os 30 milhões de euros por temporada cobrados pelo brasileiro Neymar.

O avançado viu também negada a sua pretensão de receber uma compensação financeira caso o clube fosse excluído da Liga dos Campeões, por incumprimento do ‘fair play’ da UEFA, bem como as pretendidas 50 horas por ano em avião particular.

O Paris Saint-Germain acordou com o jogador um bónus de 500 mil euros livre de impostos, caso ganhasse a Bola de Ouro, e 30 mil euros por ano para ajudar na renda de casa e na contratação de um mordomo, de um motorista e de um segurança.

Mbappé chegou ao PSG na temporada 2017/18, com um contrato válido até junho de 2022. Esta temporada, o jovem de 19 anos já assinou 13 golos em 12 jogos disputados.

Os parisienses pagaram 180 milhões de euros ao Mónaco para contar com o avançado, fazendo dele o segundo jogador mais caro de sempre, atrás de Neymar que custou 222 milhões de euros ao PSG.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.