Em entrevista ao jornal desportivo 'Record', Nani falou do castigo que recebeu de José Peseiro, que o deixou fora da convocatória para o jogo com o Marítimo. Os dois desentenderam-se depois do treinador ter considerado inadequada e reprovável a reação de Nani à substituição no encontro com o SC Braga, para a quinta jornada do campeonato.

O internacional português não gostou de ser substituído e abandonou o relvado em passo lento, numa altura em que a equipa perdia por 1-0, tendo ainda lançado vários insultos.

"Se calhar aí não foi tão bom, não foi tão bem gerido. Ficámos todos surpreendidos, porque eu fiz um treino espetacular naquele dia e estava a contar que ia fazer um grande jogo. E depois ficámos todos: 'Ah, como é que é possível?'", começou por explicar Nani.

"Mas não me afetou nada. Eu nem me enervei, nem nada. Não me aqueceu nem me arrefeceu, porque eu tinha a consciência que tinha tido uma atitude que não tinha sido a mais correta. Eu já não era só o Nani, o jogador, mas também o capitão, tinha de dar o exemplo. E depois dei o exemplo nos dias seguintes, falei, pedi desculpas e correu tudo bem. Se achei que foi exagerado? Achei que foi um bocadinho exagerado", admitiu o jogador leonino.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.