A continuidade de Miguel Vítor no Benfica é uma incógnita, face às escassas oportunidades que teve na última temporada e as palavras hoje proferidas pelo jovem central, depois do empate (0-0) com a Holanda.

"Não sou de me acomodar, no próximo ano vamos ver qual é a melhor solução para mim. Não há nada concreto", afirmou.

E se não surgirem mais oportunidades em 2010/2011? "Nessa situação não pretendo continuar", esclareceu o internacional sub-21 português.

"Ninguém me disse nada de que não ia ficar. Não precisava de uma digressão para mostrar o meu futebol pois estive um ano inteiro no clube", rematou o defesa, que este ano foi relegado para segundo plano face à concorrência de Luisão, David Luiz e Sidnei.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.