Depois de um adiamento devido à falta de marcação no terreno de jogo e às condições climatéricas, Santa Clara e Paços de Ferreira acabaram por se defrontar no último domingo com os açorianos a venceram por 2-1.

Pedrinho, na flash interview à Sport TV, não escondeu o seu descontentamento com toda a situação que envolveu a partida deixando duras críticas à organização da Liga.

"Foi tudo muito difícil de gerir, mas segundo o que se passou cá para fora foi por razões climatéricas e pelo mau estado do relvado... Bem, esta noite tive oportunidade de acordar duas ou três vezes... olhe, parecia que o hotel vinha abaixo e hoje [domingo] o jogo não foi adiado não sei porque. Se calhar nós chegamos aqui às seis horas da tarde... E realmente eu sinto-me envergonhado por ser português e por jogar, sinto-me envergonhado", afirmou.

O jogador pacense considerou mesmo que são estas coisas que fazem os jogadores abandonar o futebol português considerando "ridícula" a ausência de marcação no campo no passado sábado.

"E muitas vezes nós vamos lá para fora para o estrangeiro por causa destas razões. Não é só por causa das questões monetárias, é por estas razões que acontecem e as pessoas tapam os olhos, a fazer de conta que não se passa nada. Como é que não se passa nada? Chegamos aqui, o campo não está marcado. No norte, sou natural de Freamunde, teve um mês a chover diariamente, acho que em 95% dos dias esteve a chover, nunca vi o campo do Paços de Ferreira, nunca vi o campo das distritais por marcar. Ridículo! É ri-dí-culo!", considerou.

Pedrinho não abrandou nas críticas e lançou farpas ainda à ausência de destaque à situação que não aconteceria se tivesse acontecido com um dos "três grandes.

"Eu peço desculpa, porque às vezes tenho o coração na boca mas é ridículo o que se passou aqui. E claro, depois as coisas acontecem, como hoje aconteceu, não quer dizer que perdemos bem ou mal, se calhar até perdemos bem mas o que aconteceu é ridículo. É a palavra que eu tenho para dizer. Amanhã se calhar nem sai nada nos jornais porque se fosse um dos três grandes certamente que enchia cinco , seis, sete, oito capas de jornais, mas como é o Paços de Ferreira contra o Santa Clara toda a gente tapa os olhos, toda a gente tapa os olhos. Mas pronto, faz parte do futebol, é isto que nós temos. Porque vemos o João Félix a sair por 120 milhões para a Liga espanhola, temos tudo para ser um bom exemplo e não somos um bom exemplo, claramente não somos um bom exemplo", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.