Pinto da Costa deixou críticas à atuação do videoárbitro na Liga Portuguesa, nomeadamente nos últimos jogos de FC Porto e Benfica na Liga.

Em declarações ao canal Porto Canal, antes de Sérgio Conceição fazer a antevisão da partida com o Belenenses SAD, o presidente dos 'dragões' afirmou que apesar do VAR ter as melhores intenções, só beneficia alguns, deixando dois exemplos.

"A FPF numa preocupação de melhorar o futebol lançou o VAR, com as melhores intenções e há que louvar esses esforço. Mas na prática verifica-se que isso só foi bom para alguns. No jogo com o Paços de Ferreira, o Otávio sofre um penalti, o árbitro a metro e meio dele não assinalou e VAR não interveio. Ontem foi a mesma coisa, com outro favorecido, o Benfica. O senhor Jorge Sousa tinha a obrigação, até porque para o Conselho de Arbitragem é o melhor árbitro português, mal vai a arbitragem se for normal que um árbitro número um tenha analisado lances como este e toda a gente, todos os críticos, todos são unânimes em considerar que foi grande penalidade e o VAR tambem não viu, o sr. Hélder Malheiro, que no Vizela-Benfica para a Taça de Portugal teve decisões nos cartões amarelos que seriam os segundos perfeitamente diferente conforme as cores do clube, isso é que é preocupante", afirmou.

Pinto da Costa abordou ainda a falta de VAR na Liga Europa, deixando ainda uma 'bicada' ao Benfica.

"Na Liga europeia onde estamos inseridos temos sido prejudicados por não haver VAR, compreendemos que são lances difíceis para o árbitro e o VAR é uma ajuda importante. Agora que for para só apitar para um lado, não é preciso para nada. (...) Não é por acaso que o nosso nível exibicional e até de resultados é mais ou menos idêntico em Portugal e no estrangeiro. Há outros que têm mais dificuldades, porque se houver lances como o que houve ontem no Bessa nunca poderia ser golos numa Champions League", disse.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.