Na passada segunda-feira, depois de vencer o Paços de Ferreira por 1-0 e aumentar para seis pontos a vantagem sobre o rival Benfica, Sérgio Conceição mostrou-se desagradado pela forma como Bruno Lage foi tratado pelos encarnados. Esta quarta-feira, Pinto da Costa enalteceu a atitude do treinador portista.

"Uma das garantias de que o FC Porto pode mesmo chegar aonde quer é, como já disse muitas vezes, o Sérgio Conceição. Ele tem 45 anos, mas eu já o conheço há mais de 30. É um profissional de excelência, que tem como uma das principais qualidades a enorme exigência que coloca em tudo o que faz. Exige muito dos outros, mas ainda exige mais dele próprio. E é assim como treinador, tal como foi enquanto jogador", começou por dizer o presidente do FC Porto através da newsletter 'Dragões Diário'.

"Mas há outra faceta que poucas vezes é destacada, até porque o perfil de um portista com sucesso e que não costuma esconder o que lhe vai na cabeça agrada pouco à imprensa que nos odeia: o Sérgio é, acima de tudo, um grande ser humano. E voltou a demonstrá-lo recentemente, quando expressou em público a indignação que sentia pela forma como foi destratado na própria casa um colega de profissão, mesmo sendo um rival com o qual estava a disputar duas competições. E fez muito bem, porque uma coisa é certa: é normal, no futebol, que por vezes as pessoas cheguem à conclusão de que é melhor para as duas partes seguirem caminhos diferentes; mas não é aceitável que profissionais sérios sejam usados como bodes expiatórios de quem precisa de se salvar e coloca sempre os interesses pessoais à frente dos interesses coletivos", acrescentou Pinto da Costa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.