O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, reservou uma parte do seu artigo na última edição da revista 'Dragões' para deixar um recado ao antigo presidente da UEFA, Michel Platini, que recentemente foi detido para interrogatório por suspeitas de corrupção na atribuição do Mundial 2022 no Qatar.

"Uma das vantagens de ser presidente do FC Porto há 37 anos e de ter um percurso de mais 50 anos no dirigismo desportivo é já ter alcançado há muito a serenidade de perceber que há figuras, notícias, triunfos e derrotas que não sobrevivem à espuma dos dias", começa por escrever Pinto da Costa na última edição de junho da revista 'Dragões'.

"Pouco mais de dez anos depois de ter feito o que pôde para afastar, sem qualquer fundamento, o FC Porto da Liga dos Campeões, Michel Platini, antigo presidente da UEFA que em 2015 foi banido do futebol durante oito anos, foi agora detido para interrogatório (...). É caso para dizer que a verdadeira natureza das pessoas e das suas ações acaba sempre por revelar-se. A sabedoria popular diz que o primeiro milho é para os pardais. Eu gosto de dizer que largos dias têm cem anos", sentenciou Pinto da Costa sobre o assunto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.