O treinador do Moreirense, Ricardo Soares, antecipou hoje que o jogo com o Sporting, que vai encerrar na segunda-feira a 30.ª jornada da I Liga de futebol, vai ser "emotivo", com potencial para "prender as pessoas à cadeira".

Com uma derrota nas últimas 11 jornadas, a turma de Moreira de Cónegos vai receber a melhor equipa do campeonato após a interrupção causada pela pandemia de covid-19, com 13 pontos somados em 15 possíveis, e o seu técnico realçou que os dois conjuntos têm "qualidade" para captar a atenção dos telespetadores - a partida disputa-se à porta fechada.

“Espero um grande jogo de futebol, com muita qualidade e duas equipas que atravessam um bom momento. Vai ser um jogo emotivo, que vai prender as pessoas à cadeira", disse o treinador, na conferência de imprensa de antevisão ao desafio agendado para as 21:00 de segunda-feira, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.

O ‘timoneiro' dos vimaranenses reconheceu a evolução da formação ‘leonina’ sob o comando do treinador Rúben Amorim, com os jogadores, alguns jovens e outros com "provas dadas", a mostrarem "grande capacidade individual e uma perceção sobre o jogo excelente", mas frisou que os atletas ‘cónegos' devem focar-se no que "controlam" para tentar vencer.

"Este é um jogo que nós, Moreirense, vamos tentar vencer, sabendo que o adversário é uma equipa ‘grande', com qualidade. Mas, acredito que, se o Sporting não estiver num dia bom e nós estivermos num dia excelente, podemos vencer", disse.

Ricardo Soares afirmou ainda que o Sporting, terceiro classificado, com 55 pontos, e invicto nos seis jogos realizados sob a liderança de Rúben Amorim, "vai ter de perder algum dia" e salientou o acerto defensivo da formação minhota, oitava, com 38, após a retoma competitiva - sofreu dois golos de penálti e um de bola corrida, perante o Famalicão (1-1).

"Cada treinador tem a sua linha de orientação, para que a equipa possa ser assertiva defensivamente e concretizadora no ataque. Isso é o que eu quero para as minhas equipas. [O que temos conseguido] é fruto do compromisso coletivo e da qualidade dos jogadores. Mas, estes números só fazem sentido a partir dos momentos em que conquistamos pontos", frisou.

O técnico ‘cónego' admitiu igualmente que "cada vez mais o detalhe faz a diferença" no futebol, ao comentar a influência que as substituições, agora cinco ao dispor de cada equipa, podem ter no desfecho de uma partida.

A formação de Moreira de Cónegos vai receber o Sporting sem poder utilizar o médio Fábio Pacheco, que "teve um problema no último treino e vai descansar para recuperar melhor", e com o avançado Texeira, que se debate com uma "contusão no joelho", adiantou Ricardo Soares.

O Moreirense, oitavo classificado da I Liga, com 38 pontos, recebe o Sporting, terceiro, com 55, em partida da 30.ª jornada, às 21:00 de segunda-feira, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, com arbitragem de Tiago Martins, da Associação de Futebol de Lisboa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.