O presidente da Câmara Municipal do Porto disse hoje não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título de futebol, pedindo apenas que se evitam concentrações.

"Isto não são celebrações que têm data marcada. Ao contrário de outros eventos, aqui não sabemos quando vai suceder, em que dia, em que momento. Pode ser hoje, pode ser amanhã, pode ser daqui a uma semana, duas semanas. Não é possível, nesta matéria tomar essas medidas de prevenção", afirmou Rui Moreira, em declarações à margem da apresentação da sétima da Feira do Livro do Porto.

O autarca salientou que, nesta circunstância, não é possível ter o mesmo grau de previsibilidade que houve em outras, reiterando o apelo aos adeptos para que evitem concentrações.

"Já olhei para a minha bola mágica e ela não me responde, não me diz. Da mesma maneira, já liguei várias vezes ao covid e ele nunca me atendeu. Portanto, há coisas que não nos podem pedir para sabermos", defendeu.

Moreira, que na segunda-feira tinha já dirigido uma mensagem em vídeo aos portuenses para que não colocassem em causa o esforço feito até aqui, reconhece que as vitórias em competições desportivas são momentos tradicionalmente festejados nas ruas, contudo, desta vez, isso não poderá suceder, "por razões que não dependem da vontade dos polícias, clubes, adeptos ou organizadores das provas".

"Temos visto que a população tem sabido celebrar momentos muito importantes na cidade e gostaríamos de apelar a todos para que em todos os momentos tenham a contenção necessária para não estragarmos aquilo que, apesar de tudo, e com muito esforço, sacrifício temos conseguido", reiterou o independente, sublinhando que "a situação na região está mais ou menos controlada, mas não está debelada".

Questionado pelos jornalistas, o presidente da Câmara do Porto, Moreira remeteu a decisão de encerramento de artérias da cidade para a Polícia de Segurança Pública (PSP).

O FC Porto só precisa de pontuar na quarta-feira, na receção ao Sporting, para conquistar o 29.º título, mas pode até já entrar campeão no ‘clássico' da 32.ª jornada da I Liga de futebol se, hoje, o Benfica ‘escorregar'.

Com quatro vitórias seguidas, os ‘dragões' viram aumentar para oito pontos a vantagem sobre os ‘encarnados' e até podem festejar já hoje, acomodados no ‘sofá', se os ainda campeões não vencerem em casa o Vitória de Guimarães.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 573 mil mortos e infetou mais de 13,12 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.662 pessoas das 46.818 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.