O Benfica venceu esta tarde o Santa Clara, por 2-1, nos Açores, em jogo a contar para a 11º jornada do campeonato nacional. Os encarnados estiveram a perder durante 40 minutos, graças a um golo de Carlos Júnior, mas Vinícius e Pizzi conseguiram chegar à vantagem e dar a vitória aos encarnados.

O Benfica instalou-se no meio campo do Santa Clara deste o primeiro minuto de jogo. Mas, a primeira oportunidade de golo chegou por parte da equipa da casa. Na sequência de um corte de Florentino, que desarmou Rashid, Artur Soares Dias marcou falta e livre para os insulares. Rashid cobrou a bola parada e atirou diretamente à baliza encarnada, obrigando Vlachodimos a voar para a bola e afastar para canto.

O Benfica apresentou-se com mais bola e a dominar o jogo, mas o Santa Clara mostrava mais facilidade em criar perigo, enquanto fechava espaços aos encarnados.

Aos 16 minutos, o Benfica esteve muito perto de inaugurar o marcador por Seferovic. O suiço atirou ao poste, mas o lance acabaria por ser invalidado por fora-de-jogo.

E, como quem não marca, sofre... o Santa Clara acabou mesmo por fazer o primeiro nos Açores. Um cruzamento milimétrico de Rafael Ramos levou a um desvio certeiro de cabeça de Carlos Júnior, que inaugurou o marcador e surpreendeu os encarnados.

Os encarnados acusaram o golo sofrido e, aos 30 minutos de jogo, ainda não tinham somado qualquer remate enquadrado, enquanto o Santa Clara já levava dois (um deles certeiro).

Dez minutos depois, o Santa Clara esteve muito perto de aproveitar a 'dormência' do Benfica e fazer o segundo golo. Zaidu cruzou, Zé Manuel apareceu à boca da baliza, mas o desvio saiu para fora.

A equipa de João Henriques chegou ao intervalo a vencer com justiça, por ter sido o conjunto mais eficaz na primeira parte. Depois de uma entrada fulgorante do Benfica, os homens de Bruno Lage 'perderam o norte' e passaram o resto do tempo sem conseguir construir.

A segunda parte arrancou com o Santa Clara a fazer os benfiquistas tremer. Na sequência de um cruzamento de Zaidu, Zé Manuel apareceu a rematar cruzado, mas atirou à malha lateral. A jogada começou numa perda de bola de Rúben Dias. Mas, os açorianos não ficaram por aqui. No mesmo minuto, aos 50, um remate de Rashid obrigou Odysseas a uma defesa apertada.

Pouco depois foi a vez de Rúben Dias tentar a sua sorte. Mais um canto para a equipa de Bruno Lage e, depois de alguma confusão na área, a bola sobrou para Rúben Dias, mas o guarda-redes dos insulares fez uma grande defesa por instinto. Estava feita a ameaça e logo depois chegou o golo. Depois de um cruzamento rasteiro de Pizzi para o segundo poste, Vinícius apareceu e encostou para o empate. Artur Soares Dias conferenciou com o VAR e acabou por confirmar o tento.

Aos 60 minutos, o jogo levava já um ritmo muito acelerado. O Benfica tentava a todo o custo chegar ao segundo golo, enquanto o Santa Clara começava a acusar algumas dificuldades e até algum cansaço.

Dez minutos depois, o Benfica voltou a assustar. Pizzi foi chamado a bater um livre, a defesa da casa afastou num primeiro momento, mas a bola sobrou para um remate acrobático de Gabriel, embora o brasileiro tenha atirado para fora. Aos 78 minutos, o esforço compensou e Pizzi consumou a reviravolta dos encarnados. Depois de um bom trabalho de Seferovic no centro do terreno, o suiço abriu para Pizzi na esquerda que, na cara de Marco, atirou para o 2-1.

Com esta vitória, o Benfica manteve a liderança isolada, agora com 30 pontos. FC Porto segue em segundo com 27 pontos e o Famalicão em terceiro, com 23, ambos com um jogo a menos.

Confira o resumo do encontro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.