Bruno Costa Carvalho, candidato à presidência do Benfica, anunciou no sábado que "teria argumentos" para fazer regressar José Boto, o que motivou mesmo uma reação do agora chefe de scouting do Shakhtar Donetsk.

Este domingo, o candidato à presidência dos 'encarnados' apontou para o contrato de Boto com o clube ucraniano.

"Não falei [com José Boto] nem precisava, pois é evidente que ele tem contrato com o seu clube e sei, também, que ainda não sou Presidente do Benfica. Mas também sei bem o que é o Benfica! De facto, devia ser bem claro para todos que o Benfica é um clube muito melhor do que o Shakthar, ainda que eles nos tenham eliminado esta ano das competições europeias depois de uma longa paragem do campeonato deles. É o Benfica europeu que temos... Custa-me, mesmo, que muitos não vejam, de imediato, que o Benfica é muito melhor do que os ucranianos. É que todos sabemos que um Shakthar nunca estará numa Superliga Europeia. Pois bem, se não nos achamos muito melhor do que eles podem bem esquecer a nossa presença nessa Superliga e esquecer o futuro do Benfica. Essa é a luta principal desta minha candidatura e o 'caso' Boto acaba por ser muito útil para expor a nossa fragilidade atual e a razão que assiste à minha candidatura", afirmou o empresário, numa publicação no Facebook.

Bruno Costa Carvalho criticou ainda a diferença de tratamento para o outro candidato, Rui Gomes da Silva: "Não deixa de ser curioso constatar que a candidatura de Rui Gomes da Silva tem sido relativamente poupada. Poupada talvez porque como esteve lá 10 anos sabe de mais e não convém tocar-lhe. Poupada porque só um político é que pode fingir que não viu nada do que agora acusa a Direcção. Faz textos de uma agressividade nunca vista contra coisas feitas pelo próprio. Mas, mesmo assim, tem gente que o apoia..."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.