O FC Porto venceu hoje na receção ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 1-0, em jogo da 10.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e repôs em dois pontos a desvantagem para o líder e campeão Benfica. Confira as declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto.

O jogo

"O mais importante é sempre o resultado. As pessoas não se lembram das boas exibições, o resultado é que fica para a história. Queremos aliar uma dinâmica positiva a isso, mas nos últimos três jogos quantas oportunidades criámos? Umas 20. Vejo os nossos rivais jogar com muitas dificuldades também. Hoje em dia não há jogos fáceis. Sei que é bom querer ser o rolo compressor todos os jogos, mas temos que dar mérito à organização defensiva do adversário. É verdade que deveríamos ter uma circulação mais rápida e que deveríamos explorar mais algumas debilidades do adversário, e não fizemos. Complicámos por vezes o que era fácil, mas mesmo assim não permitimos nada ao adversário. Fizemos um golo, tivemos três ou quatro ocasiões para ampliar, e depois fica este ambiente de desconfiança, o que não é bom para os jogadores. Os adeptos foram sempre o 12.º jogador. Estamos em todas as frentes e vamos dar uma boa resposta."

Assobios

"Os jogadores têm que estar preparados para a pressão e a exigência de um clube como o FC Porto. Haverão dias em que as coisas não correm como queremos. É nessa altura que precisamos do público. Juntos, somos muito fortes. Aqui não conta o Sérgio Conceição, o Zé Manel, o António ou o Joaquim. Conta o FC Porto. Quando as coisas não estão a correr bem é preciso a armada estar toda junta para sermos mais fortes. Nestes dois anos, demos sempre uma resposta à altura dos pergaminhos do FC Porto, e vamos voltar a fazê-lo."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.