O Sporting subiu hoje ao quarto lugar isolado da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer por 3-1 na receção ao Vitória de Guimarães, em jogo da oitava jornada da prova.

Confira as declarações de Silas após o jogo Sporting-Vitória de Guimarães (3-1), da oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no estádio José Alvalade:

"Foi uma vitória com processos simples. Há muito pouco tempo para conseguirmos trabalhar outras coisas. Temos sempre demasiada pressa, queremos entrar pelo corredor e isso acaba por desgastar. Sofremos a nível defensivo, porque jogámos contra uma equipa muito boa. Com mais trabalho e com este adversário, não vamos sofrer tanto.

Ainda temos de melhorar bastante, temos muito trabalho pela frente. Gostaríamos de ter semanas inteiras para trabalhar, mas são pequenas coisas que temos de afinar para que saiam ainda melhor. Houve muitas coisas boas, os dois primeiros golos são boas jogadas. O Vitória é muito forte ofensivamente, a nível coletivo e individual. Criaram-nos muitos problemas, mas nós também criámos. Podíamos ter feito muito melhor, mas 3-1 a este Vitória acho que é um resultado muito positivo.

Ganhar ao Vitória e passá-los na tabela classificativa vale mais do que os três pontos. Era imperioso ganhar, poder subir ao quarto lugar e começar a pensar nos lugares de cima.

Os jogadores são impacientes, no sentido de quererem fazer as coisas rápido. A ânsia de querer resolver as coisas todas muito depressa tira-nos discernimento e capacidade física. Sobretudo nesta fase, é preciso ter um pouco mais de paciência.

O Wendel é um jogador que tem um potencial enorme, mas tem de perceber onde está. Nós queremos ajudá-lo a aproveitar esse potencial, mas tem de sair dele. Espero que o Wendel possa refletir nas ações dele, não foi uma opção técnica ou física.

A nossa mensagem é jogo a jogo. Temos de ir devagar. Não vale a pena pensar no que pode acontecer daqui a dois ou três meses. Podemos não estar a jogar tão bem como eu quero, mas temos sido competitivos. Acho que podemos ganhar a qualquer equipa. É preciso tempo para os próprios jogadores começarem a acreditar ainda mais nas nossas ideias.

O Jesé tem trabalhado muito bem nas últimas semanas. Dá-nos coisas que são importantes para nós. É um jogador com muita qualidade técnica e é solidário. Entendemos que era o momento certo para ele jogar como avançado, porque o Luiz Phellype precisava de descanso."

Confira a conferência de imprensa de Silas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.