Os leirienses derrotaram hoje, no Estádio Municipal de Leiria, o Olhanense, por 2-0, em jogo da 17ª jornada, e Silas, autor do primeiro golo, acredita que é tempo de “começar a pensar noutro tipo de objectivos”, ou seja, a qualificação para as provas da UEFA.

“No ano passado, 24, 25 pontos já deram para garantir a manutenção. Depois de hoje ficamos com 26 e podemos pensar noutros objectivos”, disse o médio no final da partida.

Os leirienses somam 26 pontos, menos um que o Sporting e mais dois que o Nacional da Madeira, e estão no quinto posto da classificação.
Para Silas, o plantel tem “de maneira mais ambiciosa”, porque “não nos podemos contentar só com a manutenção”.

“Temos praticamente garantida a manutenção à segunda jornada [da segunda volta]. Temos obrigação de pensar de outra maneira”, sublinhou.

Lito Vidigal, o técnico da União de Leiria que tem sempre evitado falar de outros objectivos para além da manutenção na Liga, também se mostrou disponível para apontar para novas metas.

“Esta vitória foi muito importante para os nossos objectivos. Neste momento temos a manutenção praticamente assegurada. Mas o nosso pensamento foi sempre ambicioso e vai continuar a ser. Queremos continuar a pensar que é possível ganhar todos os jogos. Se isso acontecer, no final se calhar teremos uma classificação acima das expectativas...”, disse.

A eventual saída de André Santos para o Sporting, equipa que pretende o regresso do médio que emprestou aos leirienses, também foi abordada por Silas, que negou que as notícias a esse respeito estejam a afectar o plantel ou o colega de equipa.

“Apesar de jovem é um jogador com alguma maturidade. Esta situação não o prejudica a ele nem a nós. Mas em minha opinião não será bom para o Leiria se ele sair. E para ele também não seria bom sair agora...”, rematou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.