Acuña esta insatisfeito com a direção do Sporting, liderada por Frederico Varandas.

A informação é avançada pelo jornal 'A Bola' desta terça-feira, que dá conta da insatisfação do jogador argentino face à sucessiva recusa pelos 'leões' de diversas propostas pelo defesa.

O Inter de Milão foi o último a mostrar interesse no argentino, com uma proposta de cedência até ao final da época por um milhão com opção de compra fixada nos 10 milhões de euros, proposta essa recusada pelos responsáveis 'leoninos' tal como já tinha acontecido com propostas de Nápoles e Zenit.

É da altura da proposta do Zenit que vem uma promessa que se mantém por cumprir.

De acordo com o matutino, depois das negociações com os russos terem caído no inverno do último ano - o Zenit oferecia 16 milhões de euros mais quatro por objetivos, o Sporting queria 20 milhões de imediato - e do argentino ter visto a oportunidade de vir a ganhar mais na Rússia esfumar-se, a direção do clube de Alvalade prometeu rever o contrato e aumentar o salário de Acuña.

Contudo a promessa mantém-se sem passar disso mesmo, com a insatisfação do jogador a aumentar enquanto aguarda que a situação seja resolvida pela direção de Frederico Varandas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.