O Sporting ainda tem por resolver os processos de rescisão unilateral de contrato de quatro dos nove jogadores que saíram em maio do ano passado, após o ataque em Alcochete.

Battaglia, Bruno Fernandes e Bas Dost decidiram voltar atrás na decisão, sendo que os restantes seis prosseguiram a carreira no estrangeiro. Destes, Rui Patrício e William Carvalho fecharam o acordo com a SAD leonina, faltando apenas fechar os dossiers de Gelson Martins, Rafael Leão, Daniel Podence e Rúben Ribeiro.

De acordo com o jornal 'A Bola', o clube de Alvalade exige 272,5 milhões de euros por este quarteto. O valor mais alto diz respeito a Gelson Martins, por quem os leões pretende receber 105 milhões de euros. Sem acordo com o clube madrileno, o Sporting decidiu, de acordo com o desportivo, avançar este mês com o processo para Câmara de Resolução de Conflitos da FIFA.

O extremo de 23 anos tem tido muitas dificuldades em se impor no Atlético de Madrid, tendo participado em 12 jogos, nos quais marcou apenas um golo.

Por outro lado, Rafael Leão teve uma ótima adaptação ao Lille e já se tornou num titular indiscutível do clube francês, pelo qual já marcou cinco golos. A SAD do Sporting pede uma indemnização de 45 milhões de euros.

Daniel Podence tem sido aposta regular de Pedro Martins no Olympiakos, da Grécia, e já marcou três golos em 24 jogos. Pelo jovem de 23 anos os 'leões' esperam conseguir 60,5 milhões de euros. Já por Rúben Ribeiro, que rumou ao Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, os clube de Alvalade reclama 62 milhões de euros.

Por sua vez, os quatro jogadores pretendem ser indemnizados em 4,67 milhões de euros: Podence, que avançou com o processo para o Tribunal Arbitral do Desporto, pediu 830 mil euros de indemnização; Gelson exige 3,45 milhões de euros; Rafael Leão pediu 390 mil euros; e Rúben Ribeiro não exigiu nenhum valor.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.