O Sporting prepara-se para receber 20 milhões de euros por Gelson Martins. O jogador é um dos que rescindiu, alegando justa causa, e até agora, os 'leões' não conseguiram chegar a acordo com o seu clube, o Atlético Madrid, tal como fez com William Carvalho que assinou pelo Bétis ou Rui Patrício que rumou ao Wolverhampton.

Escreve o jornal Recorde na sua edição desta quinta-feira que o Atlético Madrid prepara-se para vender o extremo Mónaco, clube onde está emprestado desde janeiro. O jogador de 23 anos tem encantado na formação monegasca, onde já leva três golos em seis jogos, pelo que os responsáveis do emblema francês estão inclinados em avançar para a sua contratação, apesar de não haver uma cláusula de compra no final da época. Os dois emblemas deverão negociar o jogador por uma verba a rondar os 40 milhões de euros, escreve o Record.

Um possível acordo entre os três emblemas - Sporting, Atlético Madrid e Mónaco - colocaria de parte o diferendo que existe entre 'leões' e 'colchoneros', evitando assim um recurso para os tribunais. Os dois emblemas têm vindo a negociar desde julho mas, até agora, não chegaram a acordo. A direção liderada por Frederico Varandas já tinha defendido que queria receber um valor na ordem dos 50 milhões de euros pelo jogador.

Em julho Sousa Cintra, na altura presidente interino, recusou uma proposta de 22 milhões de euros, mais 10 variáveis. Já Varandas recusou receber 15 milhões de euros por 50 por cento do passe de Gelson Martins.

De recordar que o processo relativo a rescisão de contrato de Gelson Martins continua no Tribunal Arbitral do Desporto de Portugal. O extremo pede que lhe seja reconhecida a justa causa e reclama 3,45 milhões de euros do Sporting. Os 'leões' contestam e exigem a condeção de Gelson Martins e do Atlético Madrid, pedindo 105,11 milhões de euros.

Além de Gelson Martins, também estão por resolver os casos de Daniel Podence, Rúben Ribeiro e Rafael Leão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.