Jesús Corona não foi chamado por Tata Martino, selecionador do México, para a Gold Cup, prova da CONCACAF que se vai disputar entre os dias 15 de junho e 7 de julho.

Depois da polémica que envolveu a lesão que deixou o extremo do FC Porto de fora dos jogos de preparação da seleção mexicana em março, selecionador mexicano optou por não incluir o camisola 17 dos dragões na pré-convocatória para a Gold Cup.

A situação, recorde-se, ficou resolvida depois de uma visita do departamento médico da seleção do México à cidade do Porto, com Tata Martino a revelar que Corona estava "contemplado" para a Gold Cup, situação que, agora, acaba por não se confirmar.

"A realidade é que não voltei a falar com Corona depois dos jogos amigáveis com Paraguai e Chile. A convocatória foi feita e ele era um dos que estava considerado, mas analisámos e decidimos não o convocar. Dentro dos 29 jogadores, Corona não entrava", explicou o selecionador do México.

De fora, mas por opção, ficou Héctor Herrera. O capitão portista anunciou, através das redes sociais, que não ia ser convocado para a competição, de forma a "poder definir o futuro profissional".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.