O presidente da Liga Portugal, Pedro Proença, e o secretário de estado da Saúde, António Lacerda Sales, estiveram reunidos segunda-feira para falar sobre o arranque da I Liga na temporada 2020/21, agendado para este fim-de-semana, e abordar a questão do do regresso do público aos estádios de futebol.

Segundo avança o jornal Record na sua edição desta terça-feira, Pedro Proença apresentou um plano no qual sugeria que à 2ª jornada os estádios pudessem contar com um máximo de 1.000 espectadores, divididos por duas bancadas sem nunca ultrapassar 10 por cento da lotação máxima de cada recinto.

A ideia passaria por ir, depois, jornada a jornada, aumentar progressivamente esse número. Para a 3ª jornada a Liga sugeria 2.500 adeptos, divididos por três bancadas, sem passar os 20 por cento de lotação. E, à 4ª jornada, a ideia seria chegar ao limite de 5.000 espectadores, já distribuídos por quatro bancadas, mas sem ir além dos 30 por cento da capacidade do recinto.

Desta forma, o primeiro Clássico da temporada, entre Sporting e FC Porto, marcado precisamente para essa 4.ª jornada, em Alvalade, no fim de semana de 17/18 de outubro, poderia ter esses tais 5.000 adeptos na bancada.

O jornal Record sublinha que se para as duas primeiras jornadas o cenário de contar com espectadores nos estádios, apesar deste plano apresentado pela Liga, está fora de hipótese, mas avança que existirá abertura dos responsáveis de saúde para que o regresso dos espectadores seja pensado a partir da terceira ronda do campeonato.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.