"Este quarteto [de árbitros] teve, definitivamente, e com situações fundamentadas, influência no resultado final. No lance da grande penalidade, o Falcão chuta na bota de Alex Bruno, que é mal expulso", disse o técnico do Nacional, Manuel Machado, que voltou a comandar a equipa em jogos da Liga, após uma longa ausência por doença.

"O que hoje se passou aqui já tinha ocorrido no Dragão, onde também ficamos a jogar com 10. Enquanto tínhamos onze, jogamos de igual para igual e, hoje, durante os primeiros 30 minutos, até ao ‘penalty’ e à expulsão do Alex, fomos nós que criamos a melhor oportunidade de golo e ainda vimos o Fucile a agarrar o Edgar Silva na área do Porto e o Fernando a fazer quatro faltas consecutivas sem ser admoestado", acrescentou.

Já o técnico dos portistas, Jesualdo Ferreira, não viu nada em desabono do árbitro: "Com excepção para um ou outro pequeno erro de análise e uma ou outra falta em que os nossos adversários poderiam ter sido punidos disciplinarmente, o árbitro esteve bem", disse.

"Não teve influência no resultado. Marcou bem a grande penalidade, por rasteira dentro da área e expulsou bem o defesa do Nacional", referiu, para garantir que, na Liga, "ainda há o Porto, embora o clube, que é tetracampeão, esteja nesta altura numa posição que não é a sua habitual".

Jesualdo Ferreira, também ao contrário do seu colega, disse que até ao primeiro golo, "o Porto tinha sido a equipa que tinha dominado o jogo e tinha criado três ou quatro situações de golo".

Interrogado sobre a exibição de Rúben Micael, no regresso à casa que o viu crescer como jogador, o treinador "azul e branco" afirmou: "[Ruben Micael] fez uma partida inteligente, pois entendeu, com destreza os processos mais simples da equipa e deu uma dinâmica interessante ao ataque".

"Agora, um balanço final sobre a sua integração virá com jogos de outra intensidade, como os jogos da Champions", finalizou Jesualdo Ferreira, que não quis fazer comentários sobre a negociação do avançado brasileiro Kléber.

"Sabem como funciona o FC Porto. Só me pronuncio sobre entrada e saída de jogadores após tudo estar oficializado e devidamente noticiado", afirmou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.