O Sporting perdeu, este sábado, frente ao Rio Ave por 2-3, em encontro da quarta jornada da I Liga. A partida ficou marcada pelas três grandes penalidades que estiveram na origem dos três golos dos vilacondenses. Coates foi a figura do encontro pela negativa ao cometer as três faltas sobre o mesmo jogador, o iraniano Taremi, e acabou mesmo expulso. O resultado impede os 'leões' de recuperarem a liderança.

O encontro começou praticamente com o golo do Rio Ave. Depois de uma jogada perigosa aos três minutos, salva pelo corte de Doumbia, eis que Coates faz falta sobre Taremi dentro da grande área. João Pinheiro não teve dúvidas e apontou para a marca de grande penalidade, um lance que valeu a avaliação e posterior validação do vídeo árbitro.

Na conversão da grande penalidade, Filipe Augusto não vacilou e colocou o Rio Ave em vantagem. O jogador vilacondense esperou até à última que Renan escolhesse um lado e atirou para o outro, marcando o seu segundo golos desde a marca dos onze metros na edição deste ano da I Liga.

O Sporting reagiu em força à desvantagem respondeu com uma boa jogada aos 18 minutos que podia ter dado em golo. Lançamento de Thierry Correia para Bruno Fernandes que cruza atrasado da direita, mas Vietto não acerta na bola.

O empate surgiu minutos depois pelo suspeito do costume Bruno Fernandes. Passe atrasado de Acuña, Luiz Phellipe e Raphinha falham a finalização, e Aderllan Santos corta para a entrada da área, onde o capitão dos leões não perdoa e fuzila do guarda-redes do Rio Ave.

O capitão leonino esteve perto de fazer o segundo logo na jogada seguinte. Rapinha vai à esquerda e cruza para Bruno Fernandes desviar entre os centrais para apertada defesa de Kieszek.

De seguida, os jogadores ficaram a pedir a marcação de uma grande penalidade. Bruno Fernandes faz um passe para Raphinha e o brasileiro ficou a queixar-se de um empurrão de Bondarenko dentro da área. João Pinheiro mandou seguir e consultou o VAR na paragem de jogo seguinte que confirmou a decisão do árnitro de nada assinalar.

O Rio Ave não acusou o golo sofrido e continuou numa toada ofensiva, com transições rápidas que causavam alguns calafrios à defesa leonina. Uma dessas situações aconteceu ao minuto 30 num cruzamento perigoso de Bruno Moreira para Taremi, mas Coates estava atento e cortou o lance. A dupla formada pelo português e pelo iraniano meteu a cabeça em água aos defesas leoninos durante a primeira parte.

Em cima do apito para o intervalo o Sporting voltou a colocar a bola dentro da baliza de Pawel Kieszek, mas o lance não contou. O remate de Raphinha à entrada da área é desviado por um adversário, a bola sobra para Wendel que ainda atirou para o fundo das redes, mas estava em posição irregular.

O Rio Ave entrou no segundo tempo perto de marcar de novo num lance muito perigoso para a baliza leonina. Passe de Nuno Santos a lançar Taremi, mas o iraniano estava ligeiramente adiantado.

Ora, o Sporting não podia ter respondido da melhor maneira e colocou-se pela primeira vez na partida em vantagem aos 53 minutos. A jogada começa num lançamento lateral na direita, Thierry cruza para a área e Vietto remata contra um adversário. A bola sobra para Luiz Phellype que na linha da pequena área não perdoou e completou a reviravolta no marcador.

Depois do golo do avançado brasileiro, o jogo continuou a ser muito disputado a meio-campo, mas sem oportunidades de golo relevantes.

O único lance digno de registo pertenceu ao Rio Ave aos 77 minutos. Matheus Reis tira o cruzamento, a bola ainda desvia em Coates e vale o corte providencial de Vietto, quando um vilacondense se preparava para armar o remate.

Numa altura em que Marcel Keizer já tinha colocado em campo Borja no lugar de Vietto, numa substituição de cariz defensivo, eis que o Rio Ave volta a empatar de grande penalidade. Coates fez falta sobre Taremi e João Pinheiro aponto para a marca do castigo máximo. Depois de ser ouvido o VAR, Ronan converteu a grande penalidade.

Na jogada seguinte, o Sporting podia ter voltado para a frente do marcador. Cruzamento de Raphinha para o segundo poste onde aparece Acuña a cabecear, mas o argentino, à boca da baliza, acerta incrivelmente no ferro.

No minuto seguinte João Pinheiro assinalou a terceira grande penalidade para os visitantes. Coates derruba novamente Mehdi em falta na área, vê o segundo amarelo e é expulso. Na cobrança do castigo máximo, Filipe Augusto voltou a enganar Renan e bisou no encontro.

A derrota do Sporting deixa os 'leões' no terceiro lugar do campeonato com sete pontos, menos três do que o agora comandante isolado Famalicão, enquanto os vila-condenses sobem ao sétimo posto com seis pontos, mas contam menos um jogo.

Confira o resumo do jogo

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.