O presidente do Septemvri Sofia está a ponderar a possibilidade de avançar com uma queixa na FIFA contra o Benfica, pelo que alega ser um "roubo" por parte dos 'encarnados' face ao desvio de Kaloyan Kostov, central que completou 16 anos na passado dia 4 de maio.

"O Septemvri Sofia vai fazer tudo o que for possível para defender os seus interesses junto das mais altas autoridades. As evidências provam que o Benfica negociou com o jogador Kaloyan Kostov muito antes de ele completar 16 anos. Ele fez duas viagens a Portugal, uma com o pai, outra com toda a sua família, e também soubemos que, meses antes, a Federação Portuguesa de Futebol pediu à Federação da Bulgária o seu passaporte internacional, sendo isso revelador que estavam a planear uma ação insidiosa. Recebemos duas propostas superiores ao que o Benfica vai pagar", disse Rumen Chandarov, presidente do clube da segunda divisão búlgara, ao jornal O Jogo.

"Um clube com o nome do Benfica não pode roubar de forma impune e esconder-se atrás dos regulamentos da FIFA. É inacreditável que o Benfica tente compensar financeiramente intermediários e pais mas não se sente à mesa com o Septemvri", acrescentou.

Rumen Chandarov diz-se "desapontado e chocado com o Benfica". "Até hoje não fez qualquer tentativa para nos contactar e não podemos negociar com quem não o quer fazer e que apenas quer aproveitar-se para pagar uma compensação pela formação que não corresponde, de forma alguma, ao preço real de Kostov. Mas autorizámos um agente búlgaro para avisar o diretor da academia do Benfica de que estamos prontos para nos sentar à mesa e resolver a situação", observou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.