Em fim de empréstimo ao Braga, João Palhinha encontrava-se nos planos do Sporting para integrar o plantel da equipa principal do Sporting. O jogador trabalhou com Rúben Amorim durante a curta passagem do técnico pelo clube minhoto e agrada ao agora treinador dos 'leões', que via nele aposta segura para 2020/21.

Porém, a crise financeira ditada pelo interregno das competições em virtude da pandemia do novo coronavírus estará a levar a que o clube de Alvalade recue e pense agora em vender o jogador e fazer assim face à crise, mediante o interesse de clubes estrangeiros, nomeadamente de Espanha e Inglaterra.

João Palhinha tem contrato com o Sporting até 2023 e uma cláusula de rescisão fixada nos 60 milhões de euros. Está emprestado ao Braga desde o início da temporada de 2018/19 e tem-se destacado nos 'arsenalistas', em especial esta temporada. Ao todo, soma já 67 jogos e seis golos pelo Braga.

O Sporting necessita de realizar mais-valias financeiras com a venda de jogadores, perante as obrigações financeiras que enfrenta e com vista a reforçar também o plantel da equipa principal, e a venda de Palhinha poderá ser uma das soluções, mesmo tendo em conta que 15 por cento dessa venda reverterão para o Braga. Ainda assim, o médio defensivo, que pela equipa principal dos 'leões' disputou, ao todo, 18 jogos, nunca deixará o clube por uma proposta inferior a 15 milhões de euros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.