O preparador físico do Cova da Piedade, Ricardo Guerra, acusou hoje as equipas de arbitragem de "empurrar" a equipa e defendeu que as equipas B da II Liga de futebol são beneficiadas.

Depois da derrota com o Sporting de Braga B (1-0), na 32.ª jornada da II Liga de futebol, Ricardo Guerra considerou que o golo dos minhotos, aos 90+3 minutos, por Ryller, foi "precedido de falta".

"Começa a tornar-se um hábito sermos empurrados desta forma, acho que já chega, para nós e para os outros. Empurrados por quem? Pelas equipas de arbitragem. As equipas B, quando estão lá em baixo [na tabela classificativa], conseguem estes resultados já a acabar de uma forma extraordinária", afirmou na sala de imprensa do estádio 1º de Maio.

O responsável, que substituiu Bruno Ribeiro na conferência de imprensa, considerou que a vitória do Braga B "acaba por ser mais justa", porque teve mais oportunidades de golo.

Já o treinador do Sporting de Braga B considerou o triunfo sofrido, mas apenas por ter sido conseguido nos minutos finais.

"Merecíamos outro resultado, mais alargado, por tudo que produzimos, faltou o que os miúdos ainda não têm e, quando tiverem, vão ser de outro nível: maturidade e definir melhor", disse.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.