O Fafe afirmou hoje que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) prometeu aos clubes do Campeonato de Portugal, interrompido em março devido à pandemia de COVID-19, a realização do ‘play-off’ de acesso à II Liga, entretanto cancelado.

A FPF atribuiu hoje as subidas de divisão ao Vizela, líder da Série A do terceiro escalão, com 60 pontos, e ao Arouca, primeiro da série B, com 58, e o clube fafense, segundo da série A, com 52, admitiu ter recebido a decisão com "pesar e indignação", ainda para mais depois da promessa de que a subida à II Liga seria decidida entre os dois primeiros classificados de cada uma das quatro séries.

"A FPF garantiu-nos que, caso viessem a disputar-se jogos das ligas profissionais, os ‘play-off' seriam jogados. Eram apenas seis jogos e poderiam ser realizados em condições de segurança. Estávamos em segundo lugar e muito lutámos para lá chegar. Esses seis jogos foram proibidos, mas os 90 jogos da I Liga vão acontecer", lê-se na nota publicada hoje no sítio oficial do clube.

Apesar de respeitarem a retoma da I Liga, uma prova com clubes que "movimentam receitas e interesses importantes, como os direitos de transmissão televisiva", os minhotos defenderam que a realização do ‘play-off' não iria acarretar mais riscos para a saúde pública do que os desafios do primeiro escalão, tendo questionado a diferença de critérios nas decisões tomadas.

"Se [os jogos da I Liga] não põem em perigo a saúde pública e podem ser realizados, porque não os seis jogos do Campeonato de Portugal? Porque somos pequenos? Porque vivemos em localidades mais pequenas? A dignidade das associações e dos seus sócios valem menos por isso?", interroga o clube.

A decisão hoje anunciada pela FPF, lê-se ainda no comunicado, vai ter "consequências trágicas" para o Fafe, que vive "tempos de muita angústia e aflição" para "honrar compromissos e salvar empregos", face à ausência de receitas com que vive desde a suspensão da competição.

Para tentarem compensar essas perdas, os minhotos pediram aos patrocinadores e sócios que mantenham as contribuições, tendo lembrado que esse esforço tem sido responsável por "equilibrar as contas".

O Campeonato de Portugal é uma competição em duas fases. Na primeira, 72 clubes competem em quatro séries de 18 equipas. Os dois primeiros de cada série disputam, depois, um ‘play-off' para encontrar os dois a indicar à II Liga.

A prova foi, no entanto, interrompida em março, quando faltavam disputar nove jornadas da primeira fase e todos os clubes se encontravam com o mesmo número de jogos.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 241 mil mortos e infetou cerca de 3,4 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.023 pessoas das 25.190 confirmadas como infetadas, e há 1.671 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.