O FC Porto recebeu e bateu hoje o Varzim, por 3-0, em jogo da décima jornada da II Liga portuguesa de futebol, com o médio argentino Fede Varela a deixar a sua marca em dois golos.

Tony Djim fez o 1-0 (24 minutos) e Diogo Dalot o 3-0 (77), após assistências precisas de Fede Varela, sendo que Bruno Costa fez o outro golo, aos 72 minutos, com um remate forte.

Com este resultado, o FC Porto ocupa o terceiro lugar em igualdade pontual com o Leixões (19 pontos), e o Varzim cai do 12.º para o 17.º, mantendo-se com 11 pontos.

O FC Porto mandou no jogo até ao golo inaugural e raramente permitiu que o Varzim se aproximasse sequer da sua baliza até esse momento, impondo-se a meio-campo com marcações muitos fortes.

Os varzinistas mudaram depois de atitude e Malele por duas vezes, aos 31 e aos 36 minutos, e Diogo Ramos, aos 42, estiveram ligados a lances de claro perigo para a baliza defendida por Diogo Costa.

Nessa parte final do primeiro tempo, o Varzim podia muito bem ter pelo menos empatado, mas por culpa própria e por mérito do guarda-redes portista, neste caso num lance em que saiu aos pés de Diogo Ramos.

Os forasteiros regressaram do intervalo com vontade de mudar as coisas e, aos 46 e 47 minutos, ameaçaram novamente a baliza portista, mas mais uma vez mostram-se perdulários, para desespero do seu treinador, Nuno Capucho, que hoje fez a sua estreia no comando técnico da equipa.

O FC Porto sentiu então algumas dificuldades para conter o forte assédio varzinista, muito por culpa do bom trabalho que o médio Nelsinho e Pintasilgo desenvolveram.

Seguiram-se uma série de lances perigosos, Bruno Costa atirou à barra aos 55 minutos, e Pintasilgo respondeu na equipa visitante, ao assustar Diogo Costa com um remate forte aos 60 minutos.

Novamente no FC Porto, Fede Varela quase marcou aos 71 e Bruno Costa marcou mesmo, aos 72, após o Varzim perder a bola ainda no seu meio-campo e os ‘dragões’ lançarem um contra-golpe rápido.

O 2-0 ‘afundou’ a esperança varzinista em relação à possibilidade de chegar a um empate que a equipa procurou intensamente e que, em boa medida, não conseguiu porque falhou na finalização.

Cinco minutos depois do segundo golo, Fede Varela serviu Diogo Dalot e este fez o resto, ultrapassando o guardião Paulo Vítor e rematando para a baliza deserta, fechando o marcador em 3-0.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.