Os dois jogadores estão sem treinar há cerca de três semanas, alegadamente por terem sido vistos numa festa, depois do horário de recolha imposto pelo clube.

A direcção nunca comentou o assunto, nem confirmou a suspensão dos dois elementos do plantel, que não integraram a convocatória para as últimas partidas.

Questionado sobre a ausência de Beré e Ervões, o treinador João Salcedas disse tratar-se de “um assunto exclusivamente da competência da direcção" e o que o problema “nada tem a ver com a equipa técnica ou com o grupo de trabalho".

No início de Outubro, Josué, que na semana passada assinou pelo Penafiel, esteve também a contas com um problema disciplinar, por "comportamento pouco digno" para com os colegas, justificou o Sporting da Covilhã.

O clube acabou por rescindir com o médio, um dos jogadores mais em evidência na equipa, devido ao suposto temperamento quezilento.

Entretanto, os "leões da serra" aguardam a chegada do certificado internacional do "trinco" Sufrim, a treinar com o plantel desde o início de Novembro. O documento era esperado no início da semana.

Na época passada, Sufrim representou o Onisilos Sotira, da II Divisão do Chipre.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.