Uma segunda parte bem conseguida permitiu hoje ao Penafiel golear em casa o Sporting B por 4-1, anulando a desvantagem ao intervalo, e fugir aos últimos lugares, na abertura da 10.ª jornada da II Liga de futebol.

Fábio Abreu, com três golos, aos 64, 76 e 79 minutos, foi a figura do jogo e esteve na base da reviravolta que o Penafiel conseguiu, a partir do tento de Gustavo, aos 55, em resposta ao golo de Rafael Barbosa, aos 39 minutos, na transformação de uma grande penalidade.

Com esta vitória, a primeira de Armando Evangelista no comando técnico dos ‘rubro-negros’, o Penafiel igualou o Sporting B, ambos com 13 pontos e provisoriamente a meio da tabela classificativa.

O jogo teve início com os bombeiros locais a perfilarem com as equipas na saudação ao público, numa homenagem com direito a um minuto de silêncio após incêndios do último fim de semana, antes de um jogo vivo, repartido, e com uma segunda parte de gala por parte dos penafidelenses.

As duas equipas apareceram em campo com os olhos postos na baliza contrária e, alternadamente, sempre num bom ritmo, foram criando situações para marcar, mas a ação dos guarda-redes e, também, a pontaria desafinada dos jogadores foram adiando o primeiro golo, anotado por Rafael Barbosa.

Mauro Riquicho, que realizou os primeiros minutos da época após grave lesão, subiu pelo corredor direito, entrou na área e sofreu um toque de José Gomes, de nada valendo os protestos dos locais, num lance que Rafael Barbosa aproveitou para adiantar o Sporting B, de grande penalidade.

Na segunda parte, o Penafiel foi mais rápido a trocar a bola e aproveitou a menor experiência do adversário para dar a volta ao resultado.

Gustavo iniciou e concluiu o lance de que resultou o empate, aos 55 minutos, em recarga a um primeiro remate do próprio ao poste, e participou no segundo, ao assistir Fábio Abreu à entrada da área, aos 64.

O avançado do Penafiel estava com o ‘pé quente' e aproveitou algum desnorte que tomou conta dos ‘leões' para voltar a marcar, primeiro (76), numa emenda a um centro de Vasco Braga da direita e, a seguir (79), a concluir um trabalho individual de José Gomes na esquerda, com remates na pequena área.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.