João Alves, treinador da Académica, não escondeu a sua insatisfação depois do jogador caboverdiano Júnior Sena se ter recusado a defrontar o Famalicão, devido a alegados problemas físicos.

"O Júnior Sena não joga mais comigo enquanto eu for treinador da Académica. Todo o trajeto que fizemos esta época foi desgastante e culminou com um jogo que seria sempre decisivo e que tínhamos de ganhar, mas aconteceu algo que nunca me tinha acontecido em tantos anos de futebol", referiu em conferência de imprensa.

Depois do jogador de ter recusado a alinhar no dia 13 de abril, a Académica acabou por ser derrotada pelo Famalicão e ficar praticamente pelo caminho na luta pela subida à I Liga.

O jogado acabou por alegar problemas físicos à última hora para não jogar.

"Quando cheguei o Júnior era um jogador normalíssimo mas que se tornou num excelente jogador. Valorizou-se a ele e à equipa, mas senti-me traído por aquilo que aconteceu. A minha dignidade obriga-me a tomar esta posição. O jogador está entregue ao departamento médico e esteja bom ou não, não joga comigo", prosseguiu.

Júnior Sena chegou a ser eleito o melhor jogador da II Liga no mês março.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.